País cria 131.557 vagas de emprego formal em maio

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, registrou a criação líquida de 131.557 vagas de emprego formal na economia brasileira em maio, o que representa o quarto mês consecutivo de saldo positivo nas contratações via carteira assinada, após a forte queda do emprego formal registrada até janeiro deste ano.

ISABEL SOBRAL, Agencia Estado

22 de junho de 2009 | 12h10

De acordo com os números divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho, o saldo de maio é resultado de admissões que somaram 1.348.575 e demissões de 1.217.018. No acumulado dos cinco primeiros meses de 2009, houve a abertura de 180.011 postos de trabalho formais. Com esse saldo acumulado, o estoque de empregos da economia subiu 0,56% em relação a dezembro de 2008.

Todos os setores da economia pesquisados pelo Caged registraram saldo positivo em maio. A indústria registrou a abertura de 700 empregos formais no mês passado, sendo o segundo mês consecutivo de saldo positivo. Porém, o setor ainda acumula perda de vagas no acumulado de janeiro a maio de 2009, no total de 146.478.

Em maio, o setor de agropecuária foi o que teve melhor desempenho, com saldo positivo de 52.927 vagas. Em seguida, vêm os setores de serviços, com a criação de 44.029 empregos, e construção civil (+17.407 vagas). Já o comércio registrou saldo positivo de 14.606 empregos formais.

Tudo o que sabemos sobre:
empregoCaged

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.