País deve intensificar reforma, adverte FMI

O FMI afirmou que, embora os maiores bancos da Espanha estejam capitalizados, as vulnerabilidades permanecem nos bancos que dependem do apoio do Estado. "A avaliação confirma a necessidade de prosseguir e aprofundar a estratégia de reforma do setor financeiro para lidar com as vulnerabilidades restantes", informou o órgão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.