finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

País deve perder para britânicos 6º lugar na lista das maiores economias

A posição do Brasil como sexta maior economia do mundo, anunciada no ano passado, durou pouco. Em 2012, o Reino Unido voltará a ocupar esse lugar no ranking, conforme uma das projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI).

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2012 | 03h08

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro medido em dólares correntes será de US$ 2,449 trilhões. O do Reino Unido terá US$ 3 bilhões a mais. Em 2011, o Brasil conquistou a sexta posição com US$ 2,492 trilhões.

O provável retorno do Brasil à sétima posição na tabela do FMI deve-se, em parte, à expectativa de desvalorização maior do real do que da libra em relação ao dólar. Com base no critério da Paridade de Poder de Compra (PPP, na sigla em inglês), o Brasil, com PIB de US$ 2,393 trilhões, continuará no sétimo lugar, como em 2011. O Reino Unido permanecerá em oitavo lugar, com PIB de US$ 2,308 trilhões. Esse cálculo corrige certas diferenças de preços entre economias desenvolvidas e em desenvolvimento.

A base de dados do FMI traz a seguinte classificação para 2012, conforme o PIB medido em dólares correntes: Estados Unidos (US$ 15,669 trilhões); China (US$ 7,991 trilhões); Japão (US$ 5,980 trilhões); Alemanha (US$ 3,478 trilhões); França (US$ 2,712 trilhões); Reino Unido (US$ 2,452 trilhões) e Brasil (US$ 2,449 trilhões)/ R.K. e D.C.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.