País enfrenta risco de desaceleração, diz Bird

O Estado de S.Paulo

26 de novembro de 2011 | 03h06

A China enfrenta riscos cada vez maiores de ver o seu crescimento econômico ameaçado, sobretudo pelo enfraquecimento do seu mercado imobiliário. Contudo, o amplo espaço existente para o ajuste da política monetária faz com que Pequim ainda possa levar a economia para uma desaceleração moderada. A conclusão sobre o futuro da economia chinesa faz parte do relatório de atualização econômica da região do Leste da Ásia e Pacífico, divulgado nesta semana pelo Banco Mundial (Bird).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.