finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

País falha em infra-estrutura, diz prefeito da City londrina

O prefeito do distrito financeiro de Londres, Lord Mayor John Stuttard, afirmou que apesar do avanço da economia brasileira nos últimos anos, há muitas falhas no setor de infra-estrutura. E estas ineficiências representam uma boa oportunidade de negócios para os investidores do Reino Unido, segundo avaliou em almoço, realizado durante o 3º Congresso Internacional de Derivativos e Mercado Financeiro, em Campos de Jordão.O prefeito citou várias áreas de interesse dos investidores da city, como portos, ferrovias, eletricidade e água e esgoto. "Há deficiências, mas Londres e Brasil podem fazer o que falta juntos, melhorando a economia dos dois países. É uma parceria natural", considerou, acrescentando que o Brasil é um dos países do mundo com maior quantidade de recursos naturais e com uma boa atividade empresarial e financeira. De acordo com ele, ainda não há nenhuma parceria entre os dois países em andamento.Stuttard explicou que são duas as áreas de maior interesse do Reino Unido. A primeira - que engloba a construção de rodovias, túneis, pontes, portos e aeroportos - tem como atrativo a obtenção de receita rapidamente. Isso faz, segundo o prefeito, com que o retorno do investimento seja visto de imediato. Uma segunda frente de atuação no Brasil estaria relacionada a serviços como eletricidade e água e esgoto porque estas áreas não dependeriam de garantias do Estado.PPPsStuttard acrescentou que em conversas que teve com governadores (ele não mencionou seus nomes) percebeu que há um interesse grande por parte desses representantes públicos de aumentar o número de Parcerias Público-Privadas (PPP) na área de infra-estrutura. Ele explicou que para que essas PPPs se desenvolvam, são necessários três pontos: vontade política, retorno de investimentos e certeza de bom ambiente. Em relação a este último item, o prefeito afirmou que tem conhecimento de discussão de novas leis para regulamentar o setor. "Sei que estão sendo estudadas há aproximadamente três anos. Só espero que não demorem muito para serem colocadas em prática", considerou.EtanolO etanol interessa muito à City londrina. Foi desta forma que o prefeito do distrito financeiro de Londres, Lord Mayor John Stuttard, respondeu ao questionamento de jornalistas, durante entrevista . "Uma das coisas que o Brasil conseguiu fazer foi colocar a palavra etanol no vocabulário mundial", observou.Sem dar mais detalhes a respeito do interesse que o centro financeiro de Londres tem pelo etanol, Stuttard voltou a falar que há poucas informações brasileiras disponíveis no Reino Unido. Segundo ele, o governo inglês emitiu recentemente um relatório com oportunidades financeiras do País. Uma das formas de comunicação a respeito do Brasil é por meio das empresas instaladas aqui, explicou. "O HSBC tem novas filiais no Brasil e estas oportunidades passam a ser comentadas no Reino Unido", afirmou.

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

24 de agosto de 2007 | 16h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.