País lidera ações antidumping de brasileiros

O Brasil importou da China no ano passado 82 milhões de fones de ouvido, 68 milhões de alto-falantes, 5,8 milhões de óculos de sol, 143 milhões de escovas de dente, 285 milhões de canetas esferográficas, 300 milhões de brinquedos e 326 milhões de lâmpadas dos mais diversos tipos.Esses são alguns exemplos da avassaladora presença chinesa em determinados segmentos da indústria, cujos representantes afirmam correr o risco de desaparecer caso não sejam adotadas medidas de restrição das importações.A China é o país contra o qual o Brasil tem o maior número de medidas antidumping - 22 em um total de 67. Esses instrumentos permitem a cobrança de um sobrepreço na entrada do produto, quando fica demonstrado que o valor cobrado não cobre nem mesmo o custo de fabricação.As importações de ferros de passar roupa da China, por exemplo, despencaram de 4,6 milhões em 2007 para 431 mil no ano passado, em razão do direito antidumping de US$ 4,82 por unidade aprovado pelo Ministério do Desenvolvimento em junho de 2007 e que irá vigorar até 2012.Mas os produtos que mais têm peso na pauta de exportações da China para o Brasil não são bens de consumo, mas sim componentes eletrônicos e insumos utilizados pela indústria na fabricação de seus produtos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.