bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

''''País não é mais economia em desenvolvimento''''

O Brasil não pode mais ser tratados como economia em desenvolvimento nas negociações da Organização Mundial do Comércio (OMC). O pedido é do ministro do Comércio da França, Herve Novelli, que ontem apelou por uma liberalização dos mercados emergentes como ''''chave'''' para o sucesso da Rodada Doha. Apesar da cobrança, ele deixou claro que a França já ofereceu tudo o que poderia e não está disposta a abrir seu mercado nem para açúcar nem para carnes.Em uma reunião de mais de uma hora com o governo brasileiro, Novelli ouviu do Itamaraty que o Brasil não aceitará pagar para que a Rodada chegue a uma conclusão. ''''Eles têm a avaliação deles e nós a nossa sobre o que deve ser um acordo. O que achamos é que não podemos pagar pelo sucesso da Rodada'''', afirmou o embaixador do Brasil na OMC, Clodoaldo Hugueney.Os franceses insistem que os países emergentes precisam abrir seus mercados para produtos industriais das economias ricas. ''''Queremos um acordo, mas que seja recíproco'''', disse Novelli. ''''Não é justo pensar no Brasil e em outros grandes países emergentes como economias em desenvolvimento'''', disse. Novelli alertou que o mundo de hoje já não é o mesmo de 2001, quando o processo foi lançado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.