Imagem Adriana Fernandes
Colunista
Adriana Fernandes
Conteúdo Exclusivo para Assinante

País quer marketing no exterior para vender mais café

O secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Manoel Bertone, informou que o governo vai fortalecer os programas de marketing no exterior para aumentar as vendas no exterior de café torrado e solúvel. Hoje, as exportações de café estão concentradas na venda de grão verde. "Nós vamos precisar de outros programas para que o café torrado e moído alcance maior amplitude nas gôndolas dos supermercados no exterior", disse Bertone.

ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

24 de maio de 2010 | 18h11

Ele reconheceu que o programa de qualidade do café vendido no mercado interno, lançado hoje, não é uma medida voltada para o aumento das exportações de café torrado e solúvel. "Não vai ser por aí que vamos aumentar as exportações de café torrado e solúvel", disse. Na sua avaliação, o atual momento para o setor é favorável ao crescimento do mercado. "O Brasil tem um potencial fantástico pela frente, tanto para as vendas de café verde, como solúvel, torrado e moído", disse.

A exemplo do ministro da Agricultura, Wagner Rossi, o secretário de produção também prometeu medidas de apoio ao setor. "É evidente, temos priorizado ações que consolidam a posição brasileira de café e vamos colher uma safra excelente de ciclo alto", afirmou. Ele garantiu que o governo vai dar "importantes instrumentos" de apoio ao produtor para que a produção de estabilização continue sólida e que possa proporcionar aberturas de mercado ao exterior.

Segundo ele, o governo vai fortalecer programas de marketing, participações de feiras, degustação nos supermercados no exterior, que levam efetivamente a maiores negócios. "Não é caso no momento de pensarmos em grandes campanhas de marketing", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
caféexportaçãoBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.