País tem empresários que continuam investindo mesmo com crise, diz Dilma

Para presidente, Brasil tem tido uma postura de combate ao cenário internacional que se caracteriza pela ampliação dos investimentos

Rafael Moraes Moura, enviado especial da Agência Estado,

17 de agosto de 2012 | 13h24

MARECHAL DEODORO (AL) - A presidente Dilma Rousseff destacou nesta sexta-feira, 17, que empresários brasileiros continuam fazendo investimentos, apesar da crise internacional e que, por isso mesmo, o País vai continuar crescendo. "O fato é que o nosso país tem tido empresários que continuam investindo, mesmo considerando o cenário internacional, e é por isso que o Brasil hoje continua sendo um dos países que mais vai crescer", disse. "O Brasil tem tido uma postura de combate à crise que se caracteriza pela ampliação do investimento", acrescentou.

Dilma participa de cerimônia de instalação de uma nova unidade de produção de PVC da Braskem em Marechal Deodoro, interior alagoano. "Eu acredito que esse investimento da Braskem constrói um capítulo na história da nossa indústria, que é o fato de que temos progressivamente um agente internacional, uma empresa internacional que tem condições de atuar em igualdade de condições com outros representantes da indústria petroquímica no mundo", destacou.

Para a presidente, o Produto Interno Bruto (PIB) "pode ser lido também pela importância que tem a indústria de plástico, na medida que ela está em vários segmentos industriais e que ela faz parte dos bens de consumo duráveis e semiduráveis".

Descentralização

Dilma disse também que "o Brasil tinha hábito de crescer de forma concentrada; não crescia no Norte e Nordeste". Por isso, destacou a importância da inauguração da unidade industrial de PVC da Braskem em Marechal Deodoro, em Alagoas.

"Hoje estamos aqui comemorando a maior planta de PVC, que não está localizada nas regiões tradicionais, mas sim junto à cadeia de matéria-prima. Com isso estamos racionalizando a logística. Com isso estamos também beneficiando o emprego e renda de uma região importante", disse a presidente.

A presidente fez referência também às ações de incentivo para melhoria da logística, anunciadas esta semana. "Acredito que estaremos dando uma grande contribuição com o programa de ferrovias e rodovias, que vai colocar o Nordeste e o Brasil e todas as regiões dentro um do outro", afirmou.

Além disso, Dilma lembrou da importância da nova fábrica para o País. "Essa parceria entre Odebrecht e Petrobrás dá origem a uma empresa extremamente competitiva, que é a Braskem. Ela produz para o Brasil resultados muito vantajosos porque diminui também a nossa importação de PVC", destacou a presidente.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaBraskemAlagoas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.