Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

País tem saída líquida de US$431 mi na semana passada

O fluxo cambial perdeu fôlego na semana passada, registrando saldo negativo de 431 milhões de dólares. Ainda assim, em setembro, o país registrada entrada líquida de 8,084 bilhões de dólares até o dia 23, informou o Banco Central (BC) nesta quarta-feira.

REUTERS

28 de setembro de 2011 | 12h53

O resultado parcial do mês é composto por entrada líquida de 7,789 bilhões de dólares por operações comerciais e de 295 milhões de dólares nas operações financeiras.

No ano, o fluxo cambial é positivo em 67,897 bilhões de dólares. O número é bastante superior ao resultado de todo o ano passado, que ficou em 24,354 bilhões de dólares.

A continuidade da entrada de capitais no país mantém a liquidez do mercado à vista de câmbio. Esse é o principal argumento do BC para não intervir por meio da venda de moeda estrangeira quando o dólar chegou a 1,95 real, na semana passada, em meio à crise da dívida na Europa.

A autoridade monetária preferiu intervir no mercado futuro, via swap cambial tradicional. Nesta quarta, às 12h49, o dólar era cotado a 1,8165 real, em alta de 0,64 por cento ante terça-feira.

Em setembro, o BC também incorporou às reservas 327 milhões de dólares após compras no mercado à vista. O BC deixou de intervir no mercado à vista a partir de 14 de setembro.

(Reportagem de Silvio Cascione)

Tudo o que sabemos sobre:
BACENFLUXO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.