País vai crescer, emprego vai voltar e juros vão baixar, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu hoje que o País está crescendo, que os empregos e os investimentos vão voltar, a política de juros vai baixar, mas afirmou que "tudo isso não acontecerá porque alguém gritou mais alto". Ele voltou a defender a cautela na política monetária comandada pelo Banco Central diante das pressões por quedas mais rápidas dos juros. Em evento de lançamento do programa "Cresce Nordeste", em Fortaleza, o presidente afirmou que vê todo o dia, dentro e fora do governo, afirmações de que o grande problema do País é que os juros precisam cair mais rapidamente. "Muitas vezes as pessoas que falam isso não têm noção se é possível baixar os juros com mais rapidez. Quem mais quer baixar os juros é o ministro da Fazenda, o presidente do Banco Central, o presidente da República e os demais ministros, mas temos que fazer com responsabilidade?. Para o presidente, é preciso atingir o objetivo de baixar os juros com responsabilidade para não permitir que ?um gesto fora de hora e impensado possa trazer uma repercussão negativa para um País que estava tão sem credibilidade?. Ele lembrou que um dos sinais dessa falta de credibilidade anterior estava na forte dolarização da dívida pública interna porque ninguém acreditava mais nas altas taxas de juros que o governo oferecia".

Agencia Estado,

17 Março 2004 | 14h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.