País vive ciclo de crescimento, mas futuro preocupa Ministério

O Secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Marcos Lisboa, voltou a afirmar que o Brasil está vivendo o mais forte e regular ciclo de crescimento dos últimos 10 anos. Ele afirmou que o investimento está no nível mais alto dos últimos anos, mas ressalvou que o que induz o crescimento de longo prazo é um conjunto de fatores como o aumento da eficiência institucional, a redução do custo de transação (de abrir, manter e fechar empresas, por exemplo) e o crescimento da produtividade. Segundo Lisboa esse conjunto de fatores induz simultaneamente o investimento e o crescimento, mas não há relação de causa entre investimento e desenvolvimento econômico de longo prazo, mas apenas de curto prazo.Regras clarasO secretário enfatizou a necessidade de ter boas instituições e regras para estimular investimento, inclusive o das empresas em ciência e tecnologia. Também destacou a importância de criar instrumentos de transferência de risco de crédito, como os de securitização.Lisboa citou ainda que o custo de resolver conflitos no Brasil é muito elevado e que isso também prejudica o crescimento econômico. O secretário acredita que o Brasil tenha agora, diante do crescimento econômico que está ocorrendo, a oportunidade para construir esses instrumentos e aprimoramentos institucionais que garantam a continuidade do desenvolvimento econômico no longo prazo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.