bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Países da OCDE devem crescer; Brasil fica enfraquecido

Os indicadores compostos da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) referentes a abril indicam perspectivas de crescimento "moderado" para seus 30 países membros, além de uma expansão "forte" para a China, "moderada" para Índia, "um enfraquecimento das perspectivas" para a Rússia e uma baixa para o Brasil.Para toda a zona da OCDE, o indicador subiu 0,5 ponto em abril, chegando a 110,1 pontos, contra 109,6 de maio. Em abril, o indicador avançado para o Brasil caiu 0,5 ponto e sua taxa de variação diminuiu após cinco meses consecutivos de alta. Pela primeira vez, o relatório da entidade incluiu dados sobre as economias de países não membros.O indicador mostra uma melhora dos resultados na zona do euro, no Reino Unido e no Japão, mas um ligeiro enfraquecimento no Canadá e Estados Unidos, destacou a OCDE.Nos Estados Unidos, o indicador composto avançado baixou 0,1 ponto em abril, e a taxa de variação sobre seis meses desceu pelo segundo mês consecutivo. Na zona do euro, o indicador aumentou 0,5 ponto, e sua taxa de variação sobre seis meses aumentou, pelo 11º mês.O indicador composto avançado para a China aumentou "fortemente" em abril (3,1 pontos) e sua variação em seis meses aumentou pelo quinto mês consecutivo. Na Rússia houve alta de 1,1 ponto, mas a taxa de variação semestral mostra tendência de baixa desde outubro de 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.