Países do Golfo seguem BC dos EUA e reduzem juros

A maioria dos países do Golfo seguiram a decisão do Federal Reserve (Fed, o BC dos EUA) de ontem de cortar os juros e reduziram suas taxas na madrugada de hoje. Os Emirados Árabes Unidos, a Arábia Saudita, o Qatar, Bahrein e até o Kuwait anunciaram uma nova rodada de afrouxo monetário, para manter suas políticas monetárias ligadas à norte-americana.O banco central dos Emirados Árabes Unidos cortou sua taxa de recompra em 0,75 ponto porcentual para 3,5% ao ano, conforme informaram pessoas próximas ao assunto. Já o BC da Arábia Saudita reduziu sua taxa de recompra reversa em 0,50 ponto porcentual para 3,5% ao ano, mas manteve sua taxa de recompra inalterada.O BC do Qatar baixou sua taxa de depósito em 0,50 ponto porcentual para 3,5% ao ano, mas manteve as taxas de empréstimos e recompra, conforme informou um funcionário do BC. O Bahrein, por sua vez, reduziu as taxas de depósito de uma semana e no período de um dia em 0,50 ponto porcentual cada.Já o Kuwait reduziu suas taxas de redesconto e recompras em 0,50 ponto porcentual. A taxa de redescontou caiu de 6,25% ao ano para 5,75% ao ano, enquanto a taxa de recompra ficou em 4% ao ano, de 4,5%, segundo pessoas próximas ao assunto. O Kuwait abandonou seu dólar peg em maio, em uma tentativa de controlar a alta da inflação, e trocou seu regime cambial por uma cesta de moedas. Os bancos centrais do Bahrein e da Arábia Saudita anunciaram o aumento do compulsório bancário - o montante que os bancos comerciais devem deixar depositados junto ao BC. Na Arábia Saudita, o compulsório subiu 1 ponto porcentual, de 8% ao ano para 9%, enquanto o Bahrein fez um aumento de 2 pontos porcentuais, de 5% ao ano para 7%. O aumento do compulsório foi a forma de o BC equilibrar a liquidez, em um momento em que os países do Golfo, com receitas infladas pelo petróleo, enfrentam pressões inflacionárias crescentes.Além disso, o BC da Arábia Saudita reduziu sua taxa de recompra reversa em 0,50 ponto porcentual para 3,5% ao ano, mas manteve sua taxa de recompra inalterada. No Bahrein, a taxa de juro para depósitos de uma semana e para depósitos de um dia caiu 0,50 ponto porcentual. Os cortes nas taxas de juro devem provocar sérias preocupações sobre a inflação doméstica, enquanto deu volume às críticas feitas ao fato de esses países seguirem políticas monetárias ligadas às decisões norte-americanas. Enquanto a política monetária dos EUA visa estimular a economia local, os países do Golfo seguem exibindo taxas exponenciais de crescimento. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.