Países ricos atacam papel do BNDES na política industrial

O Brasil terá de dar respostas a Estados Unidos, Canadá e Austrália sobre sua política industrial ainda neste semestre e, numa reunião que deve ocorrer em março em Genebra, os governos estrangeiros terão a oportunidade de levantar o assunto em público. Essa não é a primeira vez que a política industrial é questionada. O governo brasileiro insiste que o BNDES não distribui subsídios proibidos. Mas o banco é cada vez mais questionado pelos países industrializados. Em 2010, 40 bilhões teriam sido emprestados pelo BNDES com juros inferiores aos de mercado, segundo os europeus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.