Estadão
Estadão

'Paladar' lança aplicativos de viagens

Os apps 'Paladar Viagens Gastronômicas' estão disponíveis a partir de hoje para aparelhos Android e iPhone e funcionam offline

O Estado de S.Paulo

08 Fevereiro 2015 | 02h06

O 'Estado' lança neste domingo uma coleção de aplicativos para os viajantes que, além de conhecer pontos turísticos, se interessam pela culinária dos locais que visitam. Com curadoria da equipe de jornalistas do Paladar, editoria de gastronomia do 'Estado', os aplicativos 'Paladar Viagens Gastronômicas' oferecem desde dicas dos melhores restaurantes de uma região (de preços variados) até informações sobre onde comprar comidas típicas. A coleção começa com guias de Nova York, Londres e Paris - que já estavam disponíveis para download mas agora surgem com conteúdo atualizado - e Buenos Aires. Em março, mais três destinos serão lançados: Itália, Espanha e São Paulo (este em português e inglês).

Para baixar os aplicativos, basta entrar na loja de apps do seu smartphone e buscar por "Paladar" mais o nome do destino. No caso da capital portenha, por exemplo, digite "Paladar Buenos Aires". Todos os aplicativos estão disponíveis para aparelhos Android e iPhones e funcionam offline, para a comodidade do viajante que estiver sem acesso ao 3G ou ao wi-fi. O preço é de US$ 2,99.

Cada aplicativo tem cerca de cem dicas gastronômicas. Entre elas estão restaurantes, cafés, feiras e estabelecimentos para fazer compras. Mas o conteúdo dos apps vai além dos destinos gastronômicos óbvios, segundo a diretora de marketing do Estadão, Renata Ucha. "A ideia é também indicar lugares menos conhecidos que ofereçam boa comida e boa experiência."

Outros destaques dos aplicativos são as seções "roteiro etílico", que dá opções de bares para tomar drinks, "chefs da vez", que exibe informações sobre os chefs de destaque da região e a calculadora de gorjetas. Há ainda um "Pit Stop dos Passeios", paradas estratégicas para comer e beber, e rota para ser feita de bicicleta (no caso do "Paladar Paris").

Todos os apps incluem a seção "outros sotaques", que lista restaurantes de culinárias estrangeiras ao país em questão - opções asiáticas em Nova York, por exemplo.

Dicionário. Cada aplicativo contém um glossário com a definição de palavras ou expressões usadas dentro do universo gastronômico do local. O "Paladar Buenos Aires", por exemplo, explica o que é "submarino" argentino: "(...) Consiste em uma xícara de leite bem quente servida com uma pequena barra de chocolate. A graça está em mexer o leite com a barrinha até que ela se dissolva, formando um cremoso chocolate quente." Entre os outros verbetes detalhados estão "choripán", "cortado", "chico".

Os aplicativos também oferecem a possibilidade de criar uma lista de lugares favoritos, que pode ser compartilhada nas redes sociais ou enviada por e-mail e mensagem de texto (SMS). Além disso, todos os estabelecimentos podem ser avaliados pelos usuários. A avaliação ocorre pelo número de estrela que você dá ao local.


Mais conteúdo sobre:
O Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.