Palmito: mais 8 marcas recebem selo

Oito novas marcas de palmito foram autorizadas pela Associação Nacional dos Fabricantes de Palmito (Anap) para estampar o selo de qualidade em suas embalagens. São elas: Kormann, Castelo, Di Salerno, Zilse, Arval, Kenko, Luca e Mato Verde. O Selo de Qualidade do Palmito - numerado e à prova de falsificação - oferece aos consumidores a garantia de que o produto foi fabricado e embalado com higiene absoluta e obedecendo às mais modernas técnica industriais.Para obter autorização do uso do selo, as fábricas interessadas devem comprovar o cumprimento de todas as normas exigidas pela Vigilância Sanitária e, também, submeterem-se ao crivo de uma auditoria externa de controle da qualidade a cada seis meses.Até agora, 71 marcas de palmito obtiveram autorização de uso do selo de qualidade. As marcas autorizadas são as seguintes: Aro; Arumã; Arval; Bakers Chefs; Bom Preço; Caneco; Carrefour; Casablanca; Castelo; Coselli; Costa Norte; Cuore; Di Palma; Di Saler no; Diamante; Dicon; Ebon; Excellence; Galeão; Gini; Goa; Golden Palm; Guará; Great Value; Hemmer; Hicon; Ideal; Image; Itagro; Itaipu; Itaituba; Ivaí; Jaraguá; Juqbom; Juquiá; Kabure; Kanoa; Kenko; Kinoko; Kormann; Le Dragon; Luca; Maitá; Mato Verde; Muaná; MY; Nobre; Orly; Palma de Ouro; Palma de Prata; Palmibon; Palmirio; Paminorte; Panambi; Pap´s; Patacão; Primera; Realli; Rebeka; Rio Preto; Samoa; Sena; Soberano; Silvery Palm; Tainá; Tauá; Tia Maria; Três Irmãs; Tróppicuz; Uehara; Zilse.

Agencia Estado,

27 de abril de 2001 | 18h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.