Palocci afirma que eventual mudança no IR beneficiará renda menor

O ministro da Fazenda, Antônio Palocci, disse hoje que a eventual alteração nas regras do Imposto de Renda da Pessoa Física buscará privilegiar os contribuintes de menor renda. "Isso deve ser focado nas pessoas que pagam menos Imposto de Renda." Segundo Palocci, esse grupo paga mais impostos na hora de comprar alimentos e não no Imposto de Renda.Ele procurou tirar o foco do debate específico do Imposto de Renda das Pessoas Físicas. Lembrou que o governo adotou neste segundo semestre 21 medidas para redução de impostos e que, em sua opinião, trarão benefícios para toda a população.A redução de R$ 3 bilhões na tributação sobre bens de capital deverá gerar ganho adicional de 1,5% no PIB. "É um benefício para todo o País e não apenas para o setor que compra bens de capital." O ministro citou ainda a redução dos impostos sobre a poupança de longo prazo e sobre os insumos agropecuários e alimentos. Alerta da ReceitaO secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, havia alertado hoje para o risco da correção da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física trazer perdas para a arrecadação. "Temos preocupação com a perda de arrecadação", disse o secretário, destacando que essa preocupação não é só do governo federal, mas também dos estados e municípios, já que quase a metade das receitas(47%) arrecadadas com o IRPF é compartilhada com as prefeituras e os governos estaduais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.