Palocci aprova relatório inicial do novo modelo de energia

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, divulgou no final da tarde o conteúdo do seu voto na reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), que aprova o relatório inicial do novo modelo do setor elétrico, apresentado hoje pela ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff. Segundo ele, o novo modelo é positivo e cria uma nova abordagem. Palocci diz que no detalhamento do modelo é preciso buscar formas que evitem o risco de excesso de investimentos e se garanta que não haverá novos apagões, mas permita a distribuição equilibrada de recursos. O ministro diz em nota que o novo modelo prevê a coexistência de dois ambientes, a do pool e da livre contratação. O pool será formado pela energia originada tanto das usinas que já tiveram seus investimentos amortizados quanto das novas usinas. O voto de Palocci diz ainda que nos próximos meses será detalhado o conceito de equilíbrio econômico-financeiro das empresas do setor. Ele afirma que, com o novo modelo, o Brasil volta a ter planejamento e que o realismo tarifário, sem excessos, será marca do setor. O modelo prevê ainda uma política social para permitir a efetiva universalização do acesso e o uso da energia elétrica para os diferentes segmentos econômicos e para toda a comunidade.

Agencia Estado,

21 Julho 2003 | 17h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.