Palocci confirma que Brasil sacará US$ 9,3 bilhões do FMI

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, confirmou nesta sexta-feira que o Brasil vai sacar os US$ 9,3 bilhões do empréstimo de US$ 30 bilhões do FMI firmado no governo anterior. Ele disse que esse dinheiro têm sido importante para a estabilização econômica por reforçarem as reservas internacionais.O ministro informou ainda que o FMI aprovou hoje a terceira revisão do acordo com o Brasil. Segundo ele, a divulgação sobre a aprovação dessa revisão foi feita com um texto positivo para o País.Pressões sobre os jurosSobre as pressões do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social e dos economistas que divulgaram um manifesto contra a atual política econômica, o ministro disse que o País está passando por um período de ajuste para retomar o crescimento. Segundo ele, cada medida econômica tem o seu momento e deve ser tomada na hora certa.Ele afirmou que a prioridade zero do País é o controle da inflação, assim como da dívida pública. De acordo com ele, é uma conquista importante a redução de dez pontos percentuais da dívida pública em relação ao PIB, que caiu de 62% para 52,5%. "São conquistas fundamentais para planejar o crescimento. Estamos alongando o perfil da dívida", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.