Palocci diz que só negocia após o fim da greve na Receita

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, recebeu disse na noite desta quarta-feira aos auditores fiscais da Receita Federal em greve que o governo poderá reabrir as negociações desde que os servidores voltem ao trabalho. A condição imposta pelo ministro será avaliada nesta quinta-feira pelos auditores, durante assembléia da categoria. A presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Unafisco), Maria Lúcia Fattorelli, reconheceu que será difícil parar o movimento de greve aceitar a condição apresentada por Palocci. ?O ministro não nos deu garantia nenhuma, apenas a garantia do diálogo e da conversa?, afirmou. O comando de mobilização do sindicato estimam que 80% dos cerca de 7,2 mil auditores no País aderiram à paralisação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.