Palocci reafirma que CMN não discutirá nova meta de inflação

O ministro da Fazenda, Antônio Palocci, disse hoje que o governo não desistiu da meta central de inflação deste ano, de 5,5%. "O governo está trabalhando por ela", disse. O ministro afirmou ainda que não está em pauta no governo mudanças na meta de inflação na reunião deste mês do Conselho Monetário Nacional (CMN). Ao ser questionado se haveria pressão no governo para mudanças, o ministro respondeu que não.Ele disse que está otimista em relação à inflação. Segundo Palocci, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de maio divulgada hoje "está em linha com as expectativas mais baixas do mercado". "O mercado esperava entre 0,50% e 0,70% e veio 0,51%. Precisamos olhar o que está acontecendo de fato."Acordo com o FMIO ministro da Fazenda destacou também que o governo não tem intenção de renovar o acordo assinado com o Fundo Monetário Internacional (FMI) que termina no início do próximo ano. Segundo ele, o Brasil não precisa de um novo acordo.

Agencia Estado,

08 de junho de 2004 | 14h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.