Palocci reforça compromisso com estabilidade de preços

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, reiterou hoje que uma das grandes responsabilidades do governo neste momento é o de garantir a estabilidade dos preços e o ajuste das contas fiscais e externas como maneira de conseguir sustentabilidade para o crescimento da economia. Ele destacou que não há histórico de crescimento sustentável sem esta estabilidade.Ele disse ainda que taxas de inflação de dois dígitos são "naturalmente instáveis" e que, por esse motivo, a política monetária procurou, no começo de 2003, uma rápida convergência da inflação às metas. Política monetária que, segundo ele, "tem prosseguido vigilante para coibir qualquer risco de repiques inflacionários. Avanços na economiaEm evento do setor de turismo, o ministro da Fazenda listou uma série de avanços nos indicadores da economia brasileira, entre eles os relacionados à solvência externa e interna e destacou que é "raro se conjugar elementos tão propícios" para o crescimento sustentável. Palocci acrescentou ainda que o governo trabalha com uma "extensa agenda de reformas para a economia", entre as quais destacou as mudanças relacionadas ao crédito, as reformas do judiciário, sindical e trabalhista e o aperfeiçoamento do marco regulatório na infra-estrutura, entre outros (ele não citou em nenhum momento a autonomia do BC). Setor de turismoPalocci destacou também a importância do setor de turismo como gerador de receita para a economia e chegou a comentar que "devemos estimular a entrada de novas empresas no setor aéreo" no mercado brasileiro. Defendeu ainda a criação de um ambiente "saudável" ao funcionamento das companhias aéreas que já operam no País, de forma a garantir a concorrência e os benefícios ao consumidor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.