Palocci ressalta bons resultados das contas externas

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, vê um cenário favorável para o balanço de pagamentos das contas externas do País. "As contas externas caminham muito bem. Não quer dizer que está descartado um acordo com o FMI, mas a visão que nós temos para o futuro próximo e no ano que vem é favorável para o balanço de pagamentos", afirmou o ministro. Segundo ele, no mês de outubro, o governo terá uma "discussão mais apropriada sobre isso. Não nos parece à primeira vista que o balanço de pagamentos seja uma preocupação insuperável". Ele ressaltou que este ano as contas externas estão fechando de uma maneira adequada. "Mesmo nesse mês de julho, que previam alguma dificuldade, elas não se confirmaram. Todo mês se levanta algumas possibilidades de dificuldade, mas a reposta das transações correntes tem sido permanentemente positiva e crescente", disse. Segundo o ministro, "está próximo" da balança comercial atingir um superávit em 12 meses de US$ 22 bilhões. Palocci fez questão de ressaltar que os recursos do fundo são destinados para estabilidade fiscal e não para desenvolvimento, investimento. "Eles reforçam as reservas do Brasil. É lógico que é importante para o equilíbrio macroeconômico. Essa é questão fundamental", disse Palocci.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.