Panasonic cortará 1.000 empregos

Mudança atingirá diretamente a divisão de materiais para construção e iluminação da gigante japonesa

Tóquio, O Estadao de S.Paulo

29 Dezembro 2008 | 00h00

A Panasonic Electric Works vai acabar com cerca de mil empregos e fechará três fábricas no Japão por causa da difícil situação do mercado de construção de casas, em conseqüência da crise global. A informação é do jornal Nikkei. Os cortes afetarão trabalhadores das fábricas e o pessoal de administração da divisão de construção e materiais para casas. No fim de março de 2009, cerca de 400 trabalhadores terão perdido o emprego na Panasonic Electric e outros 600 ficarão desempregados durante os próximos dois anos, segundo fontes da companhia citadas pelo diário. Desses mil empregados, cerca de 550 são fixos e outros 450 são temporários. A unidade contava no fim de março com 13.150 funcionários, segundo a companhia. A Panasonic detém 51% das ações da Panasonic Electric Works, que fabrica equipamentos de iluminação, automação doméstica - como sistemas inteligentes que controlam eletronicamente o acionamento de cortinas, materiais de construção de alta tecnologia e sistemas integrados para cozinha. Os produtos da empresa são voltados para casas de alto padrão. A Panasonic Electric Works trabalha desde o projeto dos cômodos até o acabamento final. Um dos produtos fabricados pela empresa é um composto de isolamento acústico de espessura mínima, projetado sob medida para as pequenas dimensões das casas japonesas. Os projetos especiais para salas de home theater eram uma das principais vitrines de produtos da empresa. Entre os itens exclusivos que eram vendidos pela companhia, se destacavam as persianas bastante finas - feitas de materiais de última geração - operadas eletronicamente, que bloqueiam totalmente a luz que entra pela janela, ao mesmo tempo que não deixam o som reverberar ou se distorcer pelo ambiente. A empresa também fabrica uma popular linha de pias para cozinha. Feitas em aço inox, as pias têm um composto especial encapsulado entre as paredes internas da pia que anula totalmente o barulho da água que cai da torneira. A Panasonic Electric Works também é responsável por um linha de assentos sanitários dotados de alta tecnologia, que esterilizam louças sanitárias emitindo um fluxo constante de íons e luz ultravioleta. Apesar do revés, no começo de dezembro, a Panasonic comprou 70,5% da Sanyo, principal fabricante de baterias do Japão e um dos maiores fabricantes de baterias recarregáveis do mundo. Recentemente, a empresa reposicionou a marca, que originalmente era conhecida como National. Inicialmente, o nome Panasonic foi cunhado para popularizar os produtos no ocidente. Hoje, todas as marcas da empresas foram renomeadas como Panasonic. Atualmente, um dos principais focos da empresa é a produção de telas de plasma de última geração, tecnologia que a Panasonic domina mundialmente. As telas de vidro que compõem os televisores de plasma são vendidas para várias empresas.JOCELYN AURICCHIO COM AGÊNCIAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.