Panorama dos EUA em 2008 piorou, diz chefe do Fed

Ben Bernanke disse que BC pode agir para estimular crescimento econômico.

BBC Brasil, BBC

10 de janeiro de 2008 | 16h30

O presidente do Fed (Federal Reserve Bank, o Banco Central americano), Bem Bernanke, disse nesta quinta-feira que as perspectivas da economia americana para 2008 pioraram e que novos cortes nas taxas de juros podem ser necessários para estimular o crescimento econômico."A situação financeira permanece frágil, e muitos mercados continuam prejudicados", disse Bernanke em uma declaração."À luz das recentes mudanças no panorama e dos riscos ao crescimento, uma amenização adicional das políticas pode ser necessária.""Nós estamos prontos para tomar ações adicionais significativas se necessário para dar apoio ao crescimento e promover proteção adequada contra riscos de desaceleração", disse Bernanke.As declarações foram feitas um dia depois de bancos de investimentos como o Goldman Sacks terem advertiu que os Estados Unidos estão se encaminhando para uma recessão.O Fed deve se reunir novamente em 29 e 30 de janeiro para decidir se mantém ou muda a atual taxa de juros americana, que atualmente é de 4,25% ao ano.A crise no mercado de crédito imobiliário para pessoas com alto risco de inadimplência vem há meses provocando problemas na economia americana, levando a quedas nas bolsas e a uma restrição no crédito bancário.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
estados unidosrecessao

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.