Panorama Econômico

ROBERTO SETUBAL

, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2010 | 00h00

PRESIDENTE DO ITAÚ UNIBANCO

"O Brasil hoje já não é uma

economia emergente, já tem o

seu espaço na economia mundial"

DELCÍDIO AMARAL

SENADOR (PT-MS)

"Não vou mexer em nada (no projeto de capitalização da Petrobrás). A Petrobrás precisa dessa operação"

ROMERO JUCÁ

LÍDER DO GOVERNO NO SENADO

"Sobre os aposentados, vou manter o índice de 7,7%. Em relação ao fator (previdênciário), vou procurar uma alternativa"

COMÉRCIO EXTERIOR

Argentina taxa entrada de fios de 3 países

A Argentina anunciou medidas antidumping sobre as importações de fios de poliéster da China, Indonésia e Taiwan, em nova medida comercial do país envolvendo o gigante asiático, de acordo com o jornal oficial do governo. A China terá de pagar taxa adicional de 14%; Indonésia, 7,5% e Taiwan, 6,1% para entrar no mercado local.

ZONA DO EURO

Desemprego sobe 10,6% em Portugal

A taxa de desemprego em Portugal subiu para 10,6% no primeiro trimestre deste ano, de 10,1% nos três últimos meses de 2009, segundo dados do Instituto de Estatísticas Nacional. O Produto Interno Bruto (PIB) de Portugal cresceu 1% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com o quarto trimestre do ano passado.

REINO UNIDO

País dá incentivos para empresas brasileiras

A região nordeste do Reino Unido oferece incentivos para empresas brasileiras se instalarem no local, que será o futuro polo de produção de baterias de lítio para carros elétricos. Segundo o Consulado Britânico em São Paulo, que desde março está sob o comando de John Doddrell, o alvo principal são empresas da área de energia renovável e tecnologia. O subsídio para a instalação varia de acordo com o investimento e os empregos que serão gerados. "Queremos voltar a ser grandes parceiros do Brasil, como fomos na década de 20", diz Doddrell.

Cenários

O Fundo Monetário Internacional (FMI) pode elevar a projeção do PIB do Brasil

5,5%

é a previsão atual do FMI, que já foi elevada no fim de abril

4,2%

é a projeção do FMI para o crescimento da economia mundial e, segundo a instituição, deve ficar a mesma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.