, O Estado de S.Paulo

26 de janeiro de 2011 | 00h00

Avibrás Aeroespacial demite 170 empregados

A Avibrás Aeroespacial anunciou ontem a demissão de 170 trabalhadores de três unidades localizadas em São José dos Campos e Jambeiro. Em protesto, a produção ficou paralisada entre 5h30 e 12h30, no primeiro turno. A principal alegação da empresa são as dificuldades financeiras que enfrenta, provocadas principalmente pela demora do governo federal em assinar o contrato do Programa Astros 2020, conjunto lançador de foguetes de artilharia a ser construído em parceria com o Exército brasileiro. O valor do contrato é de R$ 2 bilhões, com projeção de 600 novos empregos. O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e região disse que as demissões atingiram 16% do quadro total de funcionários, configurando demissão em massa. A empresa tinha 1.100 trabalhadores.

NOMEAÇÃO

Glauco Arbix vai comandar a Finep

Toma posse no comando da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) na sexta-feira o sociólogo Glauco Arbix, professor da Universidade de São Paulo. Ele foi convidado pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, para ajudar a transformar a agência de fomento em uma instituição financeira para a área científica, similar ao BNDES. Arbix também é coordenador-geral do Observatório da Inovação e Competitividade do Instituto de Estudos Avançados da USP e presidiu o Ipea entre 2003 e 2006, na primeira fase do governo Lula.

Mais otimismo

Fundo Monetário Internacional (FMI) eleva a projeção de expansão do PIB do Brasil

4,5%

é a expectativa de crescimento da economia brasileira para 2011. O dado faz parte da atualização do relatório do FMI divulgado em outubro

4,1%

é a projeção para 2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.