, O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2011 | 00h00

Fitch faz alerta sobre

"calote restritivo"

A agência de classificação Fitch informou que colocará os ratings dos Estados Unidos em "default restritivo" se o país não conseguir elevar o teto da dívida. Andrew Colquhoun, diretor da Fitch para ratings soberanos da Ásia e do Pacífico, afirmou acreditar que é bastante possível que o teto seja elevado e que o país evite um default.

INTERNACIONALIZAÇÃO

Ipea planeja abrir

escritório na China

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) planeja abrir ainda no segundo semestre um escritório de representação na China, a exemplo do que já fez na Venezuela. A instituição quer melhorar o conhecimento e pesquisa sobre o planejamento econômico e de políticas públicas do principal parceiro comercial brasileiro.

JAPÃO

País vai comprar mais dívidas da Europa

O ministro de Finanças do Japão, Yoshihiko Noda, afirmou que o país vai aumentar os empréstimos para a Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês) para ajudar a resolver a crescente crise de dívida da Grécia. A informação destaca a preocupação sobre o potencial impacto dos problemas financeiros europeus sobre a economia japonesa, que é dependente das exportações. Até agora o Japão investiu 2,13 bilhões de euros em dívida emitida pela EFSF, que foi criada há um ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.