Panorama Econômico

JOHN REID

, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2011 | 00h00

LÍDER DEMOCRATA DO SENADO DOS EUA

"Nenhum democrata vai votar a favor desse curativo de curto prazo, que colocará nossa economia em risco."

ALEXANDRE SCHWARTSMAN

EX-DIRETOR DO BANCO CENTRAL

"Lá na frente, o Banco Central provavelmente vai dizer sobre a meta (de inflação) do ano que vem: "Ih, tá difícil"."

GUIDO MANTEGA

MINISTRO DA FAZENDA

"Se acharmos que 1% não é suficiente para conter as posições vendidas vamos

elevar a taxa a qualquer hora."

Codefat nomeia novo presidente para 2011/2013

O secretário de Políticas Públicas do Ministério do Trabalho, Carlo Simi, será o presidente do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) para o biênio 2011/2013. Sua condução foi anunciada ontem pelo conselho. O atual presidente, Luigi Nese, será o vice, pela representação dos empregadores.

Inflação em julho é a maior desde 2008

A taxa de inflação anual da Bélgica subiu para o maior nível desde outubro de 2008 em julho, atingindo 3,75%, de 3,67% em junho e 3,35% em maio, segundo o Ministério da Economia. Os preços da energia tiveram alta anual de 17,9%. Excluindo energia, o índice de preços ao consumidor subiu 1,92% em julho ante julho de 2010.

"Todo mundo deve se perguntar: será que esses caras estão malucos? De onde terão dinheiro para fazer tudo isso? Vamos ter fluxo de caixa,

captações no mercado e ainda vender ativos."

José Sérgio Gabrielli

PRESIDENTE DA PETROBRÁS

Vendas reais subiram 2,75% em junho

As vendas reais nos supermercados cresceram 2,75% em junho na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo divulgou a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Em relação a maio deste ano, o faturamento dos supermercados caiu 2,64%. No primeiro semestre, as vendas subiram 4,25% em relação ao mesmo período de 2010. Os números estão deflacionados pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O volume das vendas subiu 3,4% entre janeiro e junho frente a igual intervalo de 2010.

Aperto

Juros e desaceleração puxam inadimplência das empresas no primeiro semestre

13,1% foi o crescimento do volume de contas não honradas no período em relação a 2010; comparando junho ante junho do ano passado, o volume recuou 4,2%

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.