Panorâmica

Usiminas quer barrar Steinbruch

, O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2011 | 00h00

Os controladores da Usiminas (Votorantim, Camargo Corrêa e a japonesa Nippon Steel) estão incomodados com o avanço da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) sobre a concorrente mineira e já estudam medidas jurídicas para conter a ambição de Benjamin Steinbruch.

Desde o fim do ano passado, a empresa vem comprando ações da sua principal rival no mercado. No fim de março, a CSN informou que a sua participação na Usiminas havia chegado a 8,6% das ações ordinárias, com direito a voto. E reiterou sua meta de obter 10% de participação na usina mineira, considerada um "investimento estratégico".

O temor da Usiminas é que, assim, a concorrente comece a ter acesso a dados estratégicos. Juntas, as duas têm cerca de 80% do mercado. A Gerdau também disputa uma fatia da Usiminas, mas seu interesse não seria um problema - por não ser concorrente direta.

Na quinta passada, a assembleia de acionistas da Usiminas já contou com a presença de representantes da CSN. O ambiente, segundo pessoas que acompanharam a reunião, foi tumultuado. A assembleia durou seis horas.

AVIAÇÃO

A Gol depois de Pinpoo

No mês passado, o Brasil parou para acompanhar o caso do cão Pinpoo, que sumiu depois de ter sido despachado em um voo da Gol de Porto Alegre para Vitória.

A comoção mobilizou os principais jornais e sites do País durante quinze dias: teve desabafo desesperançado da dona, confusão com um falso Pinpoo (que ganhou fama e acabou sendo adotado) e reencontro emocionado.

Passado o desgaste, a Gol decidiu sofisticar sua política de transporte de animais. Na semana passada, uma veterinária da ONG WSPA (Sociedade Mundial de Proteção Animal, em inglês) treinou os franqueados da Gollog, marca de transporte de cargas da companhia aérea.

E em maio, o blog da empresa colocará no ar uma campanha de adoção dos cachorros encontrados nos arredores da pista do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. Vão constar, no site, a fotos dos animais e uma breve descrição. A Gol se encarregará do transporte do cão até a casa do interessado (em vários estados do País).

Mesmo com todo o rebuliço causado pelo caso Pinpoo, o transporte de animais pela Gol apresentou aumento de 5% no último mês.

IPO

A Locamérica, uma das maiores locadoras de frotas do País, vendeu uma participação de 34% de seu capital para o Banco Votorantim há três anos. Agora, estuda atrair outros investidores por meio de um IPO. Segundo um executivo próximo, a ideia é ir à bolsa no início de 2012. Procurada, a empresa disse que não há data.

FUTEBOL

R$ 900 milhões é quanto a Rede Globo vai pagar pelos direitos de imagem para transmitir os jogos do Brasileirão entre 2012 e 2015, depois de muita polêmica. Trata-se de um valor cerca de 50% maior do que foi pago na última rodada negociada com o então Clube dos 13. Na semana que vem, a Globo divulgará as últimas adesões ao acordo, que envolve 18 clubes. São Atlético-MG e São Paulo. Para o diretor geral da Globo, Octavio Florisbal, deu na mesma. Agora os contratos serão por quatro anos e não três como os anteriores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.