Pantanal não terá novos prazos

Apesar de ter sido comunicada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que sua concessão de operadora de transporte aéreo, que vence no dia 24 de março, não será renovada, a Pantanal não reconhece a informação. Quem liga na central de reservas (0800 6025888) é informado que está "tudo normal". "A informação que passaram para nós é de que isso não é verdade, que a empresa não vai parar", disse a atendente. A diretoria da Anac tomou a decisão de não renovar a concessão da Pantanal por falta de certidões negativas de débito com Receita e Previdência. O prazo para a empresa apresentar as certidões venceu na última sexta-feira. "O prazo acabou e não pode ser estendido", informou a Anac, por meio de sua assessoria de imprensa. De acordo com a Anac, a empresa não está impedida de solicitar um novo cheta - certificado que habilita uma empresa a voar. Mas, para isso, ela terá de "começar do zero".Atenta à deterioração financeira da Pantanal nos últimos meses, a Anac determinou, no dia 12 de fevereiro, que a companhia limitasse a venda de bilhetes para um período de 15 dias. Na central de reservas, a regra está sendo respeitada. Ontem, só era possível comprar bilhetes para voar até o dia 24 deste mês. A partir dessa data, a empresa aceita reserva, mas não vende o bilhete. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.