Pão de Açúcar compra Supermercados Sé

O grupo português Jerônimo Martins anunciou hoje a venda da cadeia de supermercados Sé ao grupo Pão de Açúcar. O valor da venda foi 400 milhões de reais. O acordo assinado em 30 de junho prevê a transferência de 100% das ações da Jerônimo Martins Distribuição Brasil para a Companhia Brasileira de Distribuição. Atualmente, os Supermercados Sé são a segunda rede em São Paulo, com 60 lojas."O objetivo da Jerônimo Martins é a redução da dívida. Por isso, o grupo optou por reduzir a dívida num local que representou a maior parcela dos seus resultados negativos em 2001, focalizando em locais com maiores níveis de rentabilidade, como Portugal e a Polônia", afirmou à Agência Estado a diretora de comunicação do grupo, Marta Maia.Segundo Marta, com a venda dos Supermercados Sé, a dívida da Jerônimo Martins fica abaixo da meta para o final do ano, que era de um bilhão de euros. No início do ano, a dívida estava em 1,3 bilhão de euros. Apenas na próxima semana sai o total da dívida, contabilizando a venda do Sé.Marta não considera que a venda tenha sido um mau negócio no mercado - falava-se até que o negócio seria pelo dobro do valor anunciado. "Temos de ver a incerteza que ronda o mercado brasileiro. Manter o Sé significaria injetar continuamente mais capital", diz.Além dos Supermercados Sé, o grupo Jerônimo Martins tem duas lojas em parceria com o grupo mineiro Martins, com a bandeira Apoio. Deverá ser negociada e o grupo não descarta vendê-las, saindo completamente do mercado brasileiro.SobreposiçãoFalando sobre a opção pela Companhia Brasileira de Distribuição, Marta comentou: "O grupo tem condições de tornar estável o Sé e manter as lojas". No entanto, ela não sabe o que vai acontecer nas regiões cobertas pelas duas redes. "O grupo Pão de Açúcar pode assumir a sobreposição de lojas ou fechar algumas delas", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.