Pão de Açúcar espera crescimento de 20% nas vendas de Páscoa

O grupo Pão de Açúcar espera um crescimento médio de 20% nas vendas de produtos de Páscoa neste ano em suas lojas em todo o País (Pão de Açúcar, CompreBem, Extra, Sendas e ABC Barateiro). A rede antecipou suas compras, realizando os pedidos até o final do ano passado, o que permitirá à empresa praticar uma política mais agressiva nos itens sazonais, contando com todos os lançamentos da indústria.A rede espera vender 3,5 mil toneladas de ovos de chocolate, além de cerca de 250 itens específicos, como coelhinhos, barras e bombons, totalizando mais de 5 mil toneladas, o que representa um aumento de 10% em volume sobre a Páscoa de 2004.Marca própriaA empresa também investirá em produtos de marca própria de todas as bandeiras do grupo. Ao todo serão 30 artigos com as marcas da companhia, sendo 15 lançamentos. Com essa alternativa de compra, o consumidor poderá economizar até 50% frente às marcas mais famosas. Entre os lançamentos está o ovo de chocolate em formato de Bola (185g), alusivo à Copa do Mundo.Escolha EconômicaDentro da categoria de menor preço, haverá o lançamento da marca Escolha Econômica, considerado o produto mais barato da categoria, onde todas as unidades de negócio terão uma opção de ovo de chocolate de 100 gramas vendido a R$ 1,99 - preço 70% inferior à média do mercado.Pescados, vinhos e azeiteNa área de pescados, a empresa espera um crescimento nas vendas de 15% sobre o mesmo evento no ano passado. Essa alta envolve bacalhau, peixes frescos e congelados e traz, neste ano, uma novidade: o Pirarucu da Amazônia, fruto de pesca de manejo sustentado.De toda a importação nacional de bacalhau para a Páscoa, 10% é destinada ao Grupo Pão de Açúcar, que nos últimos três anos viu suas vendas do peixe dobrarem. A expectativa é que o aumento de vendas seja de 12%. A novidade este ano é o bacalhau com cabeça, que chega ao Brasil pela primeira vez no final de março.No segmento de vinhos, a expectativa é de crescimento de 25% sobre o ano passado. Nos vinhos de maior valor, a expectativa também é de crescimento, em torno de 10%.Em azeites, a rede Pão de Açúcar comercializa 25% de todo o produto vendido no Brasil. Na Páscoa de 2005, as vendas representaram 60% do faturamento da subcategoria óleos e azeites. A expectativa para esse ano é de aumentar essa participação para 65%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.