Pão de Açúcar estima sinergias de R$500 mi com Ponto Frio

O grupo Pão de Açúcar calcula sinergias de 500 milhões de reais a valor presente com a aquisição do Ponto Frio, anunciada na manhã desta segunda-feira, afirmaram executivos da empresa.

REUTERS

08 de junho de 2009 | 12h29

Segundo o vice-presidente financeiro do Pão de Açúcar, Enéas Pestana, as economias de custos virão principalmente de ganhos de escala para negociação com fornecedores, aumento de eficiências comercial, operacional e administrativa e potencialização dos serviços financeiros, entre outros.

De acordo com executivos do Pão de Açúcar, a sobreposição de lojas é mínima e, se necessário, os ajustes através de fechamento de unidades serão pontuais. Os executivos não quiseram dar mais detalhes.

Com o Ponto Frio, a participação de produtos eletrônicos nas vendas totais do Pão de Açúcar, sobe de 10 para 26 por cento.

De acordo com o presidente de administração do grupo, Abílio Diniz, a empresa continua aberta a novas oportunidades de aquisição.

(Por Cesar Bianconi; Edição de Aluísio Alves)

Tudo o que sabemos sobre:
VAREJOPAODEACUCARAQUISICAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.