bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Pão de Açúcar fecha acordo com União Brasil

Pelo acordo, Pão de Açúcar oferecerá mercadorias aos quais os pequenos mercados não têm acesso

Anne Warth, da Agência Estado,

22 de outubro de 2007 | 15h28

O Grupo Pão de Açúcar anunciou nesta segunda-feira, 22, parceria inédita com a central de negócios União Brasil, associação que congrega e abastece cerca de 200 lojas especializadas no pequeno varejo, em cinco Estados brasileiros, e tem faturamento anual de R$ 1,6 bilhão. Pelo acordo, o Pão de Açúcar oferecerá mercadorias, produzidas por grandes grupos industriais, aos quais os pequenos mercados e suas centrais não têm acesso seja por restrições de volume ou de crédito. O projeto-piloto envolve apenas uma das duas centrais e três redes - a Multi Market, ex-Multi Show, com 54 lojas associadas no Espírito Santo que faturam anualmente R$ 200 milhões. "Inicialmente, vamos oferecer 3 mil itens, que deverão compor 70% do total das compras dessas lojas", disse o diretor-executivo de Alimentos do grupo, Ramatis Rodrigues. Os 30% restantes correspondem a produtos de fornecedores regionais e perecíveis, que inicialmente não são parte do foco do negócio.   A idéia, segundo Rodrigues, é aproveitar a estrutura do Pão de Açúcar, suas boas relações com a indústria, o amplo sortimento de produtos e a eficiência logística no abastecimento de suas lojas próprias para atingir um segmento do mercado que, de acordo com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), cresceu 13% em 2005 na comparação com 2004 e faturou R$ 14,2 bilhões, ante 7,8% do restante do varejo.                                                                   Perspectivas   A projeção do Pão de Açúcar é faturar R$ 3 milhões ao mês, nos primeiros seis meses do projeto, e R$ 7 milhões nos meses seguintes, chegando a R$ 90 milhões ao final do ano por meio da parceria com a União Brasil. "É praticamente o faturamento de uma nova loja, mas sem os investimentos inerentes a esse tipo de projeto", comparou o diretor comercial do grupo, Mauricio Ceretti. O faturamento total do Pão de Açúcar deve chegar a R$ 17 bilhões em 2007.   Já a partir do segundo semestre de 2008, o Pão de Açúcar pretende ampliar a quantidade de centrais parceiras e produtos comercializados, além de oferecer produtos sazonais, mercadorias nas áreas de bazar, eletrodomésticos e têxteis.   Também faz parte dos planos do Pão de Açúcar fechar parcerias e fornecer produtos para pequenos mercados associados a centrais no interior de São Paulo e em Estados como o Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e da Região Nordeste - mercados nos quais a presença de grupo ainda é pequena, deficitária ou inexistente.

Tudo o que sabemos sobre:
Pão de AçúcarUnião Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.