Pão de Açúcar prevê vendas acima de R$ 20 bi em 2008

O Grupo Pão de Açúcar estima vendas brutas de R$ 20 bilhões em 2008. No acumulado deste ano até novembro, a companhia registrou receita bruta de R$ 15,3 bilhões.No conceito mesmas lojas, que inclui as unidades existentes há pelo menos 12 meses, a varejista prevê um crescimento de vendas acima da inflação no próximo ano. Para a área de alimentos, a previsão é de desempenho em linha com a inflação. No segmento de não alimentos, espera-se uma expansão próxima de dois dígitos.Em 2008, o Pão de Açúcar deve registrar margem bruta entre 27% em 27,5%. Este patamar, adiantou a companhia, será inferior ao deste ano - ainda não divulgado. Segundo o grupo, a redução no indicador ocorrerá por conta da consolidação da bandeira de atacado Assai, comprada recentemente. Além disso, ponderou a empresa, o resultado será impactado pela manutenção da estratégia de competitividade. O Pão de Açúcar projeta ainda uma melhora no indicador despesa operacional/receita líquida, para um patamar entre 20% e 20,5%, em 2008.Para a margem Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), a empresa estima um índice entre 7% e 7,5% no próximo ano, devendo superar a marca de 2007, que também não foi ainda anunciada. O avanço ocorrerá por conta do crescimento de vendas previsto e também pela maior diluição de despesas com a bandeira Assai.ExpansãoOs investimentos estimados para 2008 devem alcançar R$ 1 bilhão. Deste total, 53,7% serão direcionados para novas unidades, 39% para reformas e outros, e 7,3% para o Assai. Este ano, os aportes projetados totalizam R$ 1,38 bilhão.A companhia prevê inaugurar 105 lojas no ano que vem, sendo 80 delas do tipo Extra Fácil, um hipermercado Extra, seis unidades com a bandeira Pão de Açúcar, três Compre Bem, um Extra Perto e 14 da marca Assai.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.