Pão de Açúcar será equivalente a Carrefour mais Wal-Mart

Com a aquisição da Casas Bahia, grupo terá faturamento semelhante a dos maiores concorrentes no Brasil

Silvio Crespo, do estadao.com.br,

04 de dezembro de 2009 | 12h39

Após adquirir a Casas Bahia, o grupo Pão de Açúcar equivalerá, em faturamento, à soma dos concorrentes Carrefour e Wal-Mart no Brasil. O Pão de Açúcar anunciou nesta sexta-feira que fechou a compra da Casas Bahia, formando uma empresa com um faturamento aproximado de R$ 40 bilhões.

 

Veja também:

link Pão de Açúcar compra as Casas Bahia por meio da Globex 

 

Em 2008, as vendas do Carrefour (segunda maior rede de supermercados do País) no Brasil chegaram a R$ 22,5 bilhões, enquanto as do Wal-Mart ficaram em R$ 16,9 bilhões, segundo ranking da Abras (Associação Brasileira de Supermercados).

 

"É um distanciamento bastante significativo entre o Pão de Açúcar e o segundo player", diz o professor do Insper (antigo Ibmec São Paulo) Silvio Laban. "As duas empresas (Pão de Açúcar e Casas Bahia) já eram gigantes, cada uma era líder no seu segmento. Agora, é um novo patamar", afirma Laban.

 

Pão de Açúcar muda posição

 

A nova aquisição consolida uma "mudança de posição" do Pão de Açúcar, na avaliação de Ricardo Pastore, coordenador do Núcleo de Estudo de Varejo da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing).

 

"O Pão de Açúcar, que é uma empresa prodominantemente de varejo de alimentos, agora chega ao mercado de eletroeletrônicos e de móveis. É uma mudança estratégica importante, inteligente e muito oportuna", avalia Pastore, referindo-se à tendência de aumento de demanda por parte das classes C, D e E.

 

No setor de eletroeletrônicos, o Pão de açúcar agora detém as duas redes que, até o ano passado, eram as maiores do ramo. As Casas Bahia lideram o ranking em faturamento, enquanto o Ponto Frio aparece em segundo, de acordo com estimativa apresentada pelo próprio Pão de Açúcar.

 

Laban chama atenção para o fato de que o Pão de Açúcar fica "mais dependente" do setor de eletro-eletrônicos, "o que pode ser bom ou ruim", a depender do desempenho do segmento futuramente.

Tudo o que sabemos sobre:
Pão de AçúcarCasas Bahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.