Pão sobe mais de 30% na Argentina

Os aumentos não param na Argentina e até o pão que é feito com produto genuinamente nacional sofrerá um aumento de mais de 30%, conforme cálculos do Centro de Industriais Padeiros de Buenos Aires. Segundo os padeiros, o aumento se deve aos altos custos da farinha de trigo e ?muitas padarias não poderão abrir suas portas já que estão desabastecidas e não contam com capital para seguir absorvendo estes aumentos?. Um saco de 50 quilos de farinha já está custando mais de $ 30 pesos mais 21% de IVA (Imposto sobre Valor Agregado). Já os produtos da cesta básica e derivados de lácteos tiveram aumento de até 50%, enquanto que os produtos de limpeza foram remarcados em até 25%. Embora o governo descarte o risco de uma hiperinflação, desde que o dólar começou a disparar, os preços não param de subir. A remarcação é generalizada.Leia o especial

Agencia Estado,

25 de março de 2002 | 19h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.