Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Papa cria agência para monitorar operações financeiras

O papa Bento XVI ordenou hoje a criação de uma nova autoridade financeira que vai supervisionar as transações de todos os órgãos da Santa Sé, incluindo o Instituto das Obras Religiosas (IOR) - o Banco do Vaticano, braço financeiro da administração central da Igreja Católica. O Vaticano criará a agência reguladora Autoridade de Informação Financeira para controlar transações suspeitas que possam envolver o financiamento do terrorismo, bem como operações fraudulentas, informação privilegiada e abusos de mercado.

PRISCILA ARONE, Agencia Estado

30 de dezembro de 2010 | 10h18

O presidente da nova autoridade será nomeado pelo papa e terá um mandato de cinco anos. O indicado também vai chefiar um comitê executivo de cinco membros nomeado pelo papa. Segundo informações da imprensa, o cardeal Cardinal Attilio Nicora é o escolhido para o cargo.

Funcionários do Vaticano vêm trabalhando na instituição da nova autoridade financeira há mais de um ano, juntamente com autoridades do Banco da Itália e da Organização para o Desenvolvimento Econômico. O objetivo é fazer com que o Vaticano se ajuste às diretrizes internacionais contra a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo. A nova autoridade financeira começará a funcionar em 1º de abril, informou o Vaticano em comunicado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
PapaBento XVIagênciaVaticanobanco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.