Paquistão anuncia que receberá US$ 500 mi em ajuda da China

Governo paquistanês enfrenta grave crise no balanço de pagamentos em decorrência da crise financeira

Regina Cardeal, da Agência Estado,

13 de novembro de 2008 | 18h42

A China concederá uma ajuda financeira de US$ 500 milhões ao Paquistão, informou Shaukat Tarin, que atua como ministro paquistanês das Finanças. A China concordou em oferecer a ajuda após a recente visita do presidente Asif Ali Zardari a Pequim, disse Tarin.  Veja também:De olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29Como o mundo reage à crise  Dicionário da crise Entenda a disparada do dólar e seus efeitos O governo do país do Sul da Ásia enfrenta uma grave crise no balanço de pagamentos e estima que precisará de US$ 4 bilhões no curto prazo para pagar suas importações e cumprir os encargos de sua dívida. Um representante do Ministério das Finanças disse à agência Dow Jones que a ajuda deverá ser entregue nos próximos dois ou três dias.  O anúncio de Tarin é feito no momento em que o Paquistão finaliza suas negociações com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para receber um pacote de estabilização financeira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.