Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Para Alckmin, carga tributária e juros aumentam desemprego

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), creditou hoje a carga tributária do governo federal e os juros altos como causas do crescimento do desemprego no País, apurado pelo IBGE em março. Segundo ele, em março deste ano o governo federal arrecadou 15,4% a mais, em termos reais (descontado a inflação), do que março do ano passado. "Se a economia não cresceu tudo isso, o que aumentou foi a Cofins e o PIS e isso não é partilhado com Estados e municípios", criticou.Ele admitiu ter ouvido que os empresários paulistas, principalmente do setor de serviços, têm se queixado do aumento da Cofins e do PIS. Segundo o governador, só a Sabesp vai pagar mais R$ 60 milhões de Cofins. "É evidente que isso termina no bolso de alguém, ou tarifa ou menos investimento", afirmou. Alckmin destacou ainda que o aumento da carga tributária provoca expansão do trabalho informal. "Isso provoca não só sonegação de tributos ou registro de funcionário, que já é grave, mas também adulteração de produto e receptação de roubo", condenou.Alckmin criticou ainda a manutenção da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), prática iniciada no governo Fernando Henrique Cardoso e mantida na administração Lula. "O ideal seria ter correção automática da tabela do imposto de renda, porque temos uma pequena inflação. O governo ganha com a inflação, que cresce, e mantém as faixas", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.