Para Alckmin, filha pode negociar com a Fazenda

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse hoje, em entrevista coletiva, que não vê nenhum problema no fato de sua filha, Sofia Alckmin, gerente da Daslu, ter participado de duas reuniões com o secretário estadual de Fazenda, Eduardo Guardia, para tratar de assuntos de ordem tributária envolvendo a loja para qual ela trabalha. "As coisas são transparentes e não têm nenhum problema a pessoa ir na Fazenda, procurar, propor, desde que esteja correta", afirmou o governador. "Ela (Sofia) não é proibida de ir à Fazenda. Se propõe uma coisa que é correta, por que não fazer? Se está errado, não faz."Alckmin negou que a Daslu tenha obtido algum tipo de benefício do Estado quando apresentou proposta adoção de sistema de "caixa único" para todas as lojas instaladas no edifício da Daslu. Segundo ele, sistemas de regime especial para recolhimento de impostos é uma "rotina" da Secretaria da Fazenda. "Esse sistema é benéfico à fiscalização, ao Fisco. Se não fosse benéfico, não seria feito, porque isso aprimora os mecanismos de fiscalização", disse o governador. "Tanto é que das 74 lojas, a maioria não aderiu", complementou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.