Para analistas, interação reflete credibilidade

Segundo levantamento da Universidade de Oxford, 64% dos brasileiros já usam redes sociais como fonte de notícias - índice mais alto entre os 12 países pesquisados

O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2015 | 16h41

O engajamento online reflete a credibilidade de um veículo, afirmam especialistas ouvidos pelo Estado. “A tendência de compartilhar conteúdo jornalístico está fortemente associada com a credibilidade daquele conteúdo em si ou com a novidade que ele traz”, afirma Marcelo Coutinho, professor de Comunicação e Estratégia Digital na Fundação Getulio Vargas (FGV). “Nesse sentido, ser o veículo de comunicação com o maior número de interações por notícia pode ser considerado, sim, um forte indício de maior credibilidade também no universo digital.”

Porém, é necessário ir além da visibilidade, a fim de incentivar o leitor a interagir com aquela informação. “É fácil chamar a atenção das pessoas com foto de gatinho e escândalo pornográfico. Você pode até gerar audiência com conteúdo ruim, mas engajamento é outra história. Você precisa que a pessoa chancele seu capital social sobre aquele conteúdo”, afirma.

Para Cláudio Oliveira, professor e pesquisador do ESPM Media Lab, o fortalecimento da empresa no ambiente online traz reflexos em sua estrutura. “Há uma altíssima relação entre engajamento e empresa, ainda mais na economia de hoje”, diz.

Diversas pesquisas reiteram que o Brasil é um dos países com o maior engajamento nas redes sociais - e os veículos jornalísticos precisam aumentar sua presença de forma relevante e inovadora nesses ambientes. Coutinho cita um estudo do Reuters Institute, da Universidade de Oxford, divulgado na semana passada. Segundo a pesquisa, 64% dos brasileiros já usam as redes sociais como fonte de notícias - índice mais alto entre os 12 países pesquisados.

Para Elizabeth Saad Corrêa, professora de mídia e jornalismo digital da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), o montante de interações só se torna relevante à medida que a empresa fizer uma análise qualitativa dessas informações, identificando o perfil dos leitores e desenvolvendo suas sugestões.

Tudo o que sabemos sobre:
O estado de S. Paulointernet

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.