Para Anfavea, setor de automóvel manterá superávit

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), José Carlos Pinheiro Neto, disse hoje que a balança comercial do setor deve continuar apresentando superávit este ano. Em 2000, o saldo positivo foi de US$ 720 mi, incluindo as exportações e importações de autopeças. "Nosso setor é superavitário e vai continuar assim", sustentou Pinheiro Neto. A declaração foi uma resposta às indagações sobre o aumento das vendas de veículos importados em janeiro, que passaram de 18.818 unidades em dezembro para 19.566 unidades, um crescimento de 3,97%. Na comparação com janeiro de 2000 (9.820 unidades), o total de veículos importados cresceu 99,2%. O aumento das compras no exterior de veículos, automóveis e partes já despertou a preocupação do secretário-executivo da Câmara de Comércio Exterior (Camex), Roberto Giannetti da Fonseca. Ele solicitou ao presidente da Anfavea um detalhamento das importações feitas pelas montadoras neste início de ano. "O que houve em janeiro foi uma situação isolada e não temos nenhuma previsão de acréscimo de importações este ano", assegurou Pinheiro Neto. Ele previu exportações em torno de US$ 4,5 bi em 2001.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.