Para Apollo Global, Brasil é a 'mais alta prioridade'

Grupo de ensino americano afirma que decisão de investimento depende apenas de encontrar o parceiro certo

O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2012 | 02h05

O maior grupo de Educação dos Estados Unidos - e o quarto maior do mundo em valor de mercado - quer entrar no Brasil em breve. "É o mercado número um em que não estamos e gostaríamos de estar; é nossa mais alta prioridade", afirmou o presidente da Apollo Global, Timothy Daniels, em entrevista à Agência Estado.

Segundo Daniels, o foco da companhia é aumentar a atuação em mercados emergentes, e o Brasil é uma meta desde quando assumiu o cargo, no início do ano passado.

Ele não arriscou datas, mas garantiu que a intenção é chegar o quanto antes. Daniels observou que o mais importante é ter o parceiro local correto. Mas acrescentou que tem sido difícil negociar aqui.

O Apollo Group, que é dono da University of Phoenix - a maior dos Estados Unidos em número de alunos -, deve participar de uma grande fusão ou aquisição no Brasil. Em agosto, o fundador da consultoria Hoper, Ryon Braga, disse que a empresa poderia adquirir a Estácio, a Anhanguera ou mesmo ambas.

Desempenho. De acordo com ranking da consultoria Economática, o valor de mercado do Apollo Group chega a US$ 2,29 bilhões (em cotação da última terça-feira). A Anhanguera é estimada em US$ 2,26 bilhões e a Estácio, em US$ 1,51 bilhão.

Em 2011, o grupo americano registrou receita líquida de US$ 4,7 bilhões, 4% menos que em relação a 2010.

Para Daniels, não foi surpresa ver as empresas brasileiras (Kroton, Anhanguera, Estácio e Abril Educação) entre as maiores do mundo em valor de mercado: "Ficamos impressionados não apenas com as instituições, mas também com os executivos que as estão gerindo", afirmou.

A Apollo atua nos Estados Unidos, Chile, México, Europa e também na Índia. / GABRIELA FORLIN e D.S.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.