Para BC, queda da inflação permitiu corte maior da taxa

A avaliação que o Copom cedeu às pressões do governo e dos trabalhadores, numa reação à desaceleração da economia, não é assimilada pela autoridade monetária. O BC reduziu a Selic porque prevaleceu o entendimento que a ousadia, agora, não colocaria em risco o controle da inflação na meta de 4,5%, prevista para este ano. O comunicado divulgado ontem tem pelo menos três mensagens importantes: foi iniciado o processo de queda da Selic, o corte de um ponto representa "parte relevante do movimento da taxa básica de juros", e esse corte é feito "sem prejuízo para o cumprimento da meta de inflação''.

Beatriz Abreu, O Estadao de S.Paulo

22 de janeiro de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.