Para BC, tensão no mercado é causada pelo cenário externo

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, culpou hoje o cenário externo pela forte tensão no mercado financeiro do Brasil nesta quarta-feira e reiterou que a economia brasileira está sólida. "Não há dúvidas de que as condições de liquidez dos mercados estão mudando, se adaptando às mudanças da economia norte-americana, principalmente, e algumas expectativas em relação à economia chinesa", disse em Mendoza, na Argentina, onde participa de uma reunião de presidentes dos bancos centrais do continente americano e Espanha.Segundo ele, "o importante é que os fundamentos da economia brasileira estão sólidos e não há razão para grandes problemas". O presidente do Banco Central disse que os analistas não devem "tirar conclusões de tendências baseadas em movimentos de curto prazo". Ele acredita que "a médio e longo prazos prevalecem os fundamentos".Meirelles negou que o BC esteja pensando em comprar dólares para recompor as reservas internacionais, já que o governo planeja não renovar o acordo com o Fundo Monetário Internacional. ?Temos condições de escolher o melhor momento para acessar o mercado interno?, disse. Ele argumentou que terá que pagar o Fundo apenas em 2005 e que "as reservas totais estão acima de US$ 50 bilhões".Ele não quis comentar as decisões do Tesouro de não aceitar os juros altos dos mercados na rolagem da divida, nem de recomprar os títulos pós-fixados com vencimentos entre 2007 e 2009. Tanto ontem quando hoje, o Tesouro recomprou, em leilão, 500 mil Letras Financeiras do Tesouro (LFTs) de cinco vencimentos. Hoje, ele queria vender 200 mil LFTs, mas só vendeu 5 mil. O Tesouro informou que nesta sexta-feira também fará leilões de compra e venda de títulos pós-fixados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.