Para Bernanke, incerteza econômica nos EUA aumentou

O presidente do Federal Reserve (o Banco Central dos EUA), Ben Bernanke, disse nesta quarta-feira, 28, que as incertezas sobre as perspectivas para a economia norte-americana cresceram recentemente, e que as decisões futuras do Fed dependerão do que acontecer tanto com a inflação quanto com o crescimento. "Até o momento, os dados deram suporte à visão de que a atual política monetária tende a promover crescimento econômico sustentável e uma queda gradual no núcleo da inflação", disse Bernanke em comentários preparados para uma audiência no comitê econômico conjunto do Congresso americano nesta quarta. Para Bernanke, mesmo que a inflação - exceto preços de energia e alimentos - pareça tender para uma moderação gradual ao longo do tempo, os riscos para essa previsão aumentaram. Ele afirmou que a principal causa para a desaceleração do crescimento econômico, que começou na primavera (no hemisfério norte), foi a correção substancial no mercado imobiliário norte-americano. "As projeções de curto prazo para o mercado imobiliário permanecem incertas", disse, acrescentando que os últimos acontecimentos no mercado de crédito imobiliário de risco trouxeram dúvidas adicionais para o setor imobiliário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.