NILTON FUKUDA/ESTADÃO
NILTON FUKUDA/ESTADÃO

Para Bracher, protecionismo inibe retomada

Presidente do Itaú Unibanco também fez comentários sobre as eleições que ocorrem neste ano na América Latina, identificando em todas elas forças comuns

Altamiro Silva Junior e Eduardo Laguna, O Estado de S.Paulo

14 Março 2018 | 23h24

O presidente do Itaú Unibanco, Candido Botelho Bracher, disse, no Fórum Econômico Mundial, que a América Latina vive a retomada do crescimento, mas em um momento desafiador em razão do aumento do protecionismo comercial.

“A região está experimentando a retomada do crescimento, isso é especialmente verdade no Brasil”, afirmou. “Temos, porém, desafios no comércio exterior, com o aumento de barreiras comerciais no mundo”, acrescentou, numa clara referência à decisão dos EUA de sobretaxar as importações de aço e alumínio.

Bracher também fez comentários sobre as eleições que ocorrem neste ano na América Latina, identificando em todas elas forças comuns: opções populistas, candidatos conservadores e outros que se apresentam como novidade à política tradicional. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.